Home Atualidade Clubes federados vão receber mais apoios em 2019/2020
Clubes federados vão receber mais apoios em 2019/2020

Clubes federados vão receber mais apoios em 2019/2020

0
0

Aumento de verbas para instalações e modalidades individuais. Em contrapartida a autarquia solicita a integração de crianças e jovens com vulnerabilidades sociais, nesses clubes, de forma gratuita

A Câmara Municipal do Marco de Canaveses alterou a forma de cálculo de atribuição de subsídios aos clubes federados de modo a tornar a distribuição de verbas mais justa e benéfica para as associações. Como contrapartida, estes passam a ter que integrar, gratuitamente, até cinco crianças ou jovens carenciados, devidamente identificados pelos técnicos de ação social do Município.

“A aposta no desporto federado é sem dúvida o nosso objetivo, por isso aumentamos as verbas de apoio aos clubes que dinamizam modalidades coletivas federadas”, diz Paulo Couto.

Sobre a contrapartida proposta aos clubes, o Vereador do Desporto sublinha que “não podemos esquecer que o desporto tem um papel fundamental na integração de crianças e jovens, e por isso, esta consciência social é também partilhada com os clubes” explica Paulo Couto.

As alterações entram em vigor já nos apoios para a época 2019/2020.

Alterações introduzidas:

  • Aumento de 500 euros no valor para manutenção de instalações não municipais, que passa a ser de 2000€ por época;
  • Atribuição de um valor adicional (entre 25 e 500€) para secções de modalidades individuais, cujos atletas participem em competições nacionais e/ou internacionais;
  • Na formação, passa a existir um número máximo de uma equipa apoiada por escalão e passa a existir também um limite máximo de atletas por equipa em função de cada modalidade;

De recordar ainda que os clubes marcuenses viram, nos últimos dois anos, a Câmara Municipal reforçar as verbas de apoio ao desporto. Em 2018 e 2019, as 70 associações desportivas marcuenses receberam mais de 670 mil euros, quando nos dois anos anteriores tinham recebido 481 mil euros, um aumento de 39%.